junho 30, 2004

Sobre reencarnação.
Uma vida infeliz. Um salto. Liberdade. Dor e o fim da agonia no escuro.

Ei? Espere aí... Por que parece que estou num mar, num líquido grudendo? O que está me virando de cabeça pra baixo e me empurrando? Uma luz. Não, não quero luz, quero ficar aqui! Tento me agarrar mas a luz se aproxima mais e mais. Tenho memórias de uma vida, de frustrações, desconfiança e infelicidade. Não quero começar tudo de novo. Quero ficar aqui no escuro, descançar. Preciso descançar. Me empurram para baixo, para luz. Agora aparecem duas mãos. Tento me agarrar mas é em vão, na há como nem onde me agarrar, minhas mãos são pequenas e onde eu estou é úmido e escorregadio. Mãos agora me puxam para fora, tento gritar mas o ar escapa sem som. Mãos na minha boca e no meu nariz. Não quero passar por isso de novo! Não agora! NÃO!

Finalmente consigo gritar, mas só sai um som de choro. Choro como o de uma criança. Choro como o de um recém nascido.

Sonho? Pesadelo?
Não importa. O infinito ciclo da existência deve continuar sem que essa anomalia seja lembrada.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home