setembro 21, 2007

Ainda sobre o absurdo travestido de livro.

Fico impressionado como existem, bem, aham... "professores" que defendem esse tipo de publicação doutrinária. Escola deveria ensinar, não doutrinar.
Não é o caso de concordar ou discordar de uma postura ideológica. É o fato de se usar dinheiro público, meu, seu, nosso dinheiro, para colocar um monte de falácias, mentiras e inverdades como se fossem fatos históricos. É isso. Defendem a lobotomia em crianças de 13, 14 anos. Tosco. Qual o próximo passo? Negar a Lei da Gravidade de Neewton? Ou a de Conservação das massa de Lavoisier?
Nessas horas queria saber escrever bem. Me faltam palavras para expressar toda minha indignação.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home