junho 07, 2015

Sobre o Ensino Superior e o Futuro.

"O Brasil está entre as dez maiores economias do mundo, sim, e o ensino universitário brasileiro tem pouco, ou quase nada, a ver com isso."
_AZEVEDO, Reinaldo.
Começo citando um pensamento forte, do colunista político Reinaldo Azevedo. Um pensamento contundente, daqueles que parecem um tapa na cara. Como formado por uma universidade federal meu primeiro pensamento é ir contra ele, dizer que é bobagem. Analisando a situação atual, onde praticamente toda tecnologia industrial brasileira é importada, vejo que é verdade.
Como professor, e submetido às políticas educacionais que há anos visam apenas números de formandos no Ensino Básico em troca da qualidade de ensino dada a esses formandos, mas aí lembro que as Universidades, principalmente as Federais são menos obedientes às políticas públicas de educação, têm autonomia para colocar seu currículo da forma que quiser, direcionar o foco do curso para onde quiser.
Cursos tecnológicos e de exatas sempre tiveram altas taxas de evasão, eles separam os homens dos meninos, para evitar essa evasão que pegava mal nas estatísticas, diminuíram, vejam só, a cobrança nos cursos, a qualidade dos mesmos. O que temos são graduados que beiram o analfabetismo funcional e que já estão sendo rejeitados pelo mercado.
Nesse caso, no ensino superior, dada sua particularidade e autonomia, a culpa recaí diretamente sobre seus reitores e professores, eles que escolhem em lugar de dar aulas, fazer propaganda ideológica longe da realidade, em lugar de ensinar o que o um profissional precisa saber, defender uma ideologia que não é atualizada desde o início da revolução industrial.  Professores que não lutam mais pela melhoria e autonomia da IFES, mas que lutam - entre aspas - contra a Alca, o FMI, a favor do Bolivarianismo e, muitas vezes, contra o avanço na Ciência que eles mesmos deveriam ensinar.
Alguns Reitores, Vice-Reitores, DCEs e Sindicatos de Professores e servidores até, em pleno século XXI, querem catalogar os Judeus e descendentes que estudam e trabalham numa universidade pública, a Universidade de Santa Maria - UFSM -RS.
Eu desisti já desse país do futuro, um futuro tenebroso. Só posso tentar fazer meu melhor para tentar sobreviver ao pior que esse país reserva para o seu povo.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home