setembro 29, 2015

Água em Marte e a arrogância humana.

Hoje é um dia histórico para a ciência e fãs de SciFi. Pela primeira vez na História a maior agência de pesquisas espaciais admitiu a existência de água líquida e corrente no nosso vizinho mais próximo, Marte. Isso significa que pode haver ou ter havido vida em marte. Vida microbiana, não homenzinhos verdes, quero deixar claro.
É importante e igualmente arrogante essa comparação.
Durante muitos anos a pesquisa sobre outros planetas foi motivo de piada nos meios acadêmicos. Está provado que há possibilidade de um número incontável de planetas, muitos deles parecidos com a terra. A possibilidade da panspermia que hoje ganha força, já foi chacota. Vida inteligente, saiu dos livros e é estatisticamente possível, e não estou falando do History Channel e seus Alienígenas do Passado.
A arrogância, mencionada no título vem do fato que a procura de vida está intrinsecamente ligada à procura de água. Quimicamente, em temperatura adequada, há vários líquidos com propriedades próximas a da água, que teriam a mesma função. Na Terra mesmo já conhecemos bactérias que metabolizam enxofre em lugar de oxigênio. Mas, mesmo assim, procuramos vida baseada na nossa, nas condições únicas do nosso planeta.
Quantos planetas com as condições de Vênus, ou Saturno, ou Netuno com metano, que é orgânico, líquido existem? Todos eles foram ignorados. E se há algum tipo de vida lá, não estamos interessados porque não se parecem com a nossa.
Mas não.. vida só se for em meio aquoso ou carbono. Sei que uma busca dessa magnitude precisa de certos parâmetros, mas parâmetros demais excluem possibilidades incontáveis. Isso deveria ser inaceitável pra a Ciência.

2 Comments:

At 1:24 AM, setembro 29, 2015, Blogger Junior said...

Creio que eles procuram vida parecida com a nossa com o objetivo de colonizar o local futuramente, só vejo esse motivo para excluir os demais planetas citados...

 
At 1:43 AM, setembro 29, 2015, Blogger Carol :) said...

Vou voltei a frequentar aqui! :D

Não para, não para, não para não (espero que esse funk fique na sua cabeça igual os axés que estão na minha por sua causa)

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home