novembro 10, 2013

Aceitar a própria natureza.

Sou uma pessoa ruim. Apenas isso, ruim. Não me recrimino, não tento mudar, apenas aceitei isso, minha natureza é ser ruim.
Não sou injusto, não sou ruim à toa. Muitas vezes até evito fazer alguma coisa, mesmo quando provocado, mas como tudo, eu tenho um limite e, chegou perto desse limite, eu tenho que fazer algumas coisa, e é nessas horas que eu sou ruim. Uma vez que me irritam, eu vou descontar. Não, não igualar a irritação, mas fazer dez, cem vezes pior para quando pensarem em ir contra mim de novo desistirem. É uma defesa, se pensarmos por um certo ângulo.
Tenho facilidade bem acima da média para conhecer as pessoas, e conhecimento é perigoso. A gente aprende o que a pessoa pensa, onde sente mais, o que realmente machuca. Isso que é bom, ou não, quando me provocam. Vou onde dói, do jeito que dói mais. 
Não quero só que saibam que eu posso fazer mal, fazer sofrer, tirar lágrimas, quero que saibam que eu não tenho medo de fazer isso e que, na maioria das vezes, faço isso com um sorriso no rosto.
Eu sou uma pessoa ruim, é a minha natureza, aceitei isso e vivo bem comigo mesmo. Tem horas que isso me assusta.

1 Comments:

At 11:34 AM, abril 16, 2018, Blogger Rodrigo Sousa said...

é muito difícil admitir a própria natureza como ruim. eu me sinto assim tb. isso me assusta e entristece.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home